segunda-feira, 17 de julho de 2017

Aquiescência.







Permito-me transitar por lugares, muitas vezes esquecido, em um canto qualquer de minha existência. Há tanta coisa a ser resgatada, outras milhares para serem elaboradas e não poucas para serem deixadas lá, bem quietinhas, repousando, esquecidas. 


Fato é que a nossa história não se perde e não deve em tempo algum nos envergonhar, pois tudo serviu para moldar a pessoa que somos hoje, e ainda que, em alguns momentos nos perguntemos, e daí? Qual o sentido de tudo isto? Basta termos olhos gentis e compassivos e veremos que todas as coisas possuem seu propósito e que bem ou mal (depende do nosso estado de espírito nossa avaliação) pode-se reinventar de novo e de novo. 







8 comentários:

  1. Todas as experiências que vivemos têm a sua razão de ser.

    ResponderExcluir
  2. Ola Vitalina, vim retribuir sua visita. Gostei do que li, sábias palavras, durante a vida vamos acumulando experiências, e amanhã teremos história pra contar, a vida não teria graça sem passado para lembrar.
    Estou seguindo seu blog. Grata pela visita.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Ameeeei seu texto!
    Agradeço também por passar por lá :)

    ResponderExcluir
  4. É mesmo. Também penso assim.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Ainda bem que podemos nos reinventar.
    Boa semana.

    ResponderExcluir
  6. Ola bom dia!
    Aqui já comentei. espero qq dia receber sua visita!
    Vim espiar as novidades, desejar Feliz Natal para ti todos os teus!
    Abraços!

    ResponderExcluir

  7. VITALINA,

    acredito nisso: no renascer,na nova esperança , em novos ciclos,na continuidade renovada buscando dentro de nós a matéria prima existente para continuarmos a ser feliz.
    Esta semana no "FALANDO SÉRIO" continuo a explorar o tema amor e desta vez ao da realeza.Acho que você vai gostar.
    Tomara!!!
    Um abração carioca.

    ResponderExcluir

Seu comentário muito me honra. Sinta-se em casa.

Agradecida,

Vitalina de Assis.